• Fique Por Dentro:

    Das novidades que surgem na literatura!

  • Sorria!

    Porque a vida nos reserva doces e agradáveis surpresas...

  • Apaixone-se!

    Porque sempre valerá a pena amar...

  • [Novidade]

    Aqueça Meu Coração, o novo romance da autora e Blogueira Nanda Meireles

  • Conheça:

    Um Sonho a Mais, um romance nacional divertido e surpreendente.

  • Já disponível!

    Pra Vida Toda, a esperada continuação de Um Sonho a Mais.

Conheça:

Conheça:

Coluna da Lilian Freitas - Man Repeller

13/09/2014
 Man Repeller.
Autora – Leandra Medine.
Editora - Novo Conceito (Novas Ideias).
Páginas – 254.
Sinopse: Sempre me preocupei mais em parecer “descolada” que “bonita”. Roupas atraentes do tipo convencional, como pretinhos básicos, jeans shinny, blusas acinturadas e saias curtas, nunca despertaram meu interesse tanto quanto formas interessantes... e cores escandalosas. Percebi rapidamente que essa minha preferência era libertadora. Eu era uma repelente de homem. Era tão óbvio!







                                               Resenha da Lilian

Man Repeller vai falar da história da famosa blogueira americana Leandra Medine e sua mania por moda. De uma forma divertida Leandra vai contar o inicio da sua paixão por moda e como chegou à conclusão no vestiário da Topshop que era uma legítima repelente de homem.
   Leandra narra em seu livro à influência que a moda tem na sua vida desde a infância até o momento do seu casamento. Em cada capítulo um acessório vai ganhar destaque como seu súbito amor pela carteira vintage de couro de avestruz Hèrmes da sua avó ou sua calça Saruel  que pode ou não repelir os homens. A maioria das histórias são cômicas mais nenhuma na minha opinião é mais engraçada do que a do escarpim branco de camurça Manolo Blahnick.
   Pra quem gosta de moda o livro é um prato cheio vai ser uma garantia de muitas risadas e um medidor se você é ou não um repelente de homem.

Um abraço e até a próxima.

   Sobre a colunista:

Lilian Freitas é uma leitora compulsiva que costuma ler vários livros ao mesmo tempo e não consegue ficar longe deles nem por um dia. Para ela qualquer lugar é uma oportunidade única de não só ler, mas de mostrar as pessoas seu amor pela leitura. 
"Falar dos livros é experimentar a oportunidade de liberdade que eles proporcionam."

O começo de tudo - Robyn Schneider

12/09/2014
O começo de tudo
Autora: Robyn Schneider
Páginas: 288
Editora Novo Conceito
Skoob

SinopseO garoto de ouro Ezra Faulkner acredita que todo mundo tem uma tragédia esperando ali na esquina – um encontro fatal depois do qual tudo o que realmente importa vai acontecer. Sua tragédia particular esperou até que ele estivesse preparado para perder tudo de uma vez: em uma noite espetacular, um motorista imprudente acabou com a perna de Ezra, com sua carreira no esporte e com sua vida social.

Depois que perdeu o favoritismo ao posto de rei do baile, Ezra agora almoça na mesa dos losers, onde conhece Cassidy Thorpe. Cassidy é diferente de qualquer pessoa que Ezra tenha encontrado antes – melancólica e com uma inteligência mordaz.

Juntos, Ezra e Cassidy descobrem flash mobs, tesouros enterrados e um poodle que talvez seja a reencarnação do Grande Gatsby. À medida que Ezra mergulha nos novos estudos, nas novas amizades e no novo amor, aprende que algumas pessoas, assim como os livros, são difíceis de interpretar. Agora, ele precisa considerar: se uma tragédia já o atingiu, o que poderá acontecer se houver mais infortúnios?

O Começo de Tudo é um livro poético, inteligente e de cortar o coração sobre a dificuldade de ser o que as pessoas esperam, e sobre começos que podem nascer de finais trágicos.


Resenha:

" Na vida de todos, não importa quão comum seja, existe um momento que se tornará extraordinário - um único embate após o qual tudo o que realmente é importante vai acontecer"
Página 5.

A autora começa o livro com os pensamentos do nosso personagem principal, Ezra, ele acredita que todo mundo tem sua tragédia pessoal, mas será que a sua grande tragédia pessoal é realmente aquilo que as pessoas pensam?

Para ele seu amigo de infância Toby teve sua grande tragédia, mas não era o que Ezra pensava.

Após o acidente Faulkner começa a pensar na sua vida e no que vai fazer, ele fica em dúvida sobre seus amigos, que não o apoiaram como ele esperava, desnorteado por perder sua promissora carreira no tênis com um ingresso fácil a uma grande universidade que o recrutaria.

Estava tudo acabado, Ezra, o garoto de ouro, rei do balé, namorado de uma líder de torcida, melhor jogador de tênis da escola. Mas essa pessoa não existia mais e ele precisava descobrir quem ele podia ser, quem ele realmente era.

Essa tragédia vai reaproximar ele de Toby, depois de passarem anos afastados, fazer com que ele veja o mundo e as pessoas de outra forma, fazer com que ele não tenha medo de mostrar e falar o que sabe só por ter medo de ser tachado como nerd, e vai fazer ele se apaixonar.

Cassidy é uma garota complexa, misteriosa, divertida, feliz e triste, melancolica, ela vive em conflitos com os seus próprios pensamentos e sentimentos e superar algumas coisas talvez sejam impossiveis para ela.
 Ela também teve sua tragédia pessoal e de alguma forma, ela pode estar ligada  à tragédia de Ezra.

O livro tem uma história encantadora e não é aquele clichê de garoto super popular e que é um idiota e se transforma no cara mais legal da escola, que tenta destruir os populares, nada disso.

Ezra sempre foi uma boa pessoa, ele nunca fez coisas para prejudicar os outros, ele é muito ético, nem copiava a lição de casa de ninguém, as mudanças dele foram mais pessoais, mais nele mesmo, na visão dele.

Robyn escreve muito bem, é uma narrativa em primeira pessoa, do Ezra, e é interessante e bom de ler, é rápido e divertido. A histórica é muito rica e bem elaborada.

Ela encerra o livro de uma forma muito interessante, com uma citação que eu conheço e acho incrível.

"Oscar Wilde disse certa vez que viver é a coisa mais rara do mundo, porque a maioria das pessoas apenas existe, e isso é tudo. Não sei se ele tem razão, mas sei que passei um longo tempo existindo,e, agora, eu pretendo viver."
Página 287. 


*Julieta* Anne Fortier

07/09/2014
Julieta
Autora: Anne Fortier
Editora: Arqueiro
Ano: 210
Páginas: 398

Sinopse:

Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, na Itália, mas desde os 3 anos foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose, que as adotou depois de seus pais morrerem num acidente de carro. Passados mais de 20 anos, a morte de Rose transforma completamente a vida de Julie. Enquanto sua irmã herda a casa da tia, para ela restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei. A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar, muito antigo e misterioso. Mesmo acreditando que sua busca será infrutífera, Julie parte para Siena. Seus temores se confirmam ao ver que tudo o que sua mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio. Mas logo ela descobre que a caça ao tesouro está apenas começando. O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue essas duas famílias. E, levando-se em conta a linhagem e o nome de batismo de Julie, ela provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade e a se relacionar com os sienenses. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo. Instigante, repleto de romance, suspense e reviravoltas, Julieta – livro de estreia de Anne Fortier – nos leva a uma deliciosa viagem a duas Sienas: a de 1340 e a de hoje. É a história de uma lenda de mais de 600 anos que atravessou os séculos e foi imortalizada por Shakespeare. Mas é também a história de uma mulher moderna, que descobre suas origens, sua identidade e um sentimento devastador e completamente novo para ela: o amor.

Minha opinião:

Julie Jacobs sempre foi muito diferente de sua irmã gêmea Janice. Na verdade, elas sempre foram o oposto uma da outra. Janice era sociável, bem sucedida, alegre, enquanto que Julie era muito reservada, atolada em dívidas e triste, sempre adiando as coisas para o próximo dia em que encontrasse Tia Rose.

Eis que a sua vida muda drasticamente quando a sua tia vem a falecer, deixando para ela nada além de uma estranha carta onde consta o seu verdadeiro nome e um passaporte para que ela possa viajar para a Itália e descobrir a verdadeira história de sua família.

Com uma escrita envolvente, a autora nos leva a conhecer melhor a vida desta confusa e atrapalhada Giullieta que, após ir para a Itália, descobre que há uma antiga rivalidade entre a sua família (Tolomei) e os Salimbeni. Uma rivalidade que parece sobreviver há muitas gerações.

“Dizem que morri.
Meu coração parou e eu não respirava – aos olhos do mundo, estava morta de verdade. Alguns dizem que durou três minutos, outros afirmam que foram quatro. Pessoalmente, começo a achar que a morte é, acima de tudo, uma questão de opinião.
Sendo Julieta, acho que eu deveria ter percebido que isso ia acontecer. [...]”

Pg  7


Coluna da Lilian Freitas - A Máquina de Contar Histórias

06/09/2014
Livro – A Máquina de Contar Histórias.
Autora – Maurício Gomyde.
Páginas – 191.
Editora - Novo Conceito (Novas Páginas).
Skoob 

Sinopse: Na noite em que o escritor Best-seller Vinícius Becker lançou “A Máquina de Contar Histórias”, o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiando em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos...O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar.
   Vinícius teve seu mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V.
   Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

                                                               Resenha da Lilian

   Essa é a primeira vez que li um livro do Maurício Gomyde, mas já posso dizer que vou agora mesmo procurar seus outros livros, pois se esse servir como termômetro para os próximos não vou me arrepender. Mais vamos parar por aqui e começar a contar a história desse imperdível livro.
   A Máquina de Contar História narra à jornada de Vinícius Becker um escritor de Best-seller que abandona sua família para viver o sonho da fama e sucesso que seus livros proporcionam. Só que ao viver esse sonho ele acaba por abandonar sua família tornando-se quase um estranho para aqueles que deveriam ser as pessoas mais próximas a ele.
   Numa dessas viagens de negócios sua esposa Viviana morre e ele está longe de casa e perde a oportunidade de se despedir do seu grande amor. Com mais uma das suas ausências Vinícius ganha a antipatia da sua filha mais velha Valentina que despreza o pai por abandonar a mãe no leito de morte.
   A partir desse momento Vinícius vai começar sua longa jornada para não só reconquistar o amor da sua filha mais velha como também unir sua pequena e destroçada família tentando assim recuperar o tempo perdido que suas más escolhas lhe tiraram.
   O livro de Gomyde é de uma daquelas histórias que te fazem refletir, pois todos podemos em algum momento tomar o mesmo rumo do personagem. Na realidade boa parte das pessoas com um pouco mais de experiência de vida ao olhar para trás percebe que escolheu caminhos que de alguma maneira ou te afastou das pessoas que ama ou feriu os sentimentos delas.
   Muitas das vezes tomamos atitudes estúpidas, mas que naquele momento nos parece ser a mais cabível, porém, só lá na frente é que enxergamos como pequenos fomos com essas escolhas. Esse vai ser o caso do Vinícius. Mais quando ele percebeu seu erro já era tarde demais o que vai levar não só ele mais as suas filhas a percorrer um caminho de muita dor e sofrimento.
   Bem acho que posso escolher muitas palavras para resumir o livro do Gomyde tais com incrível, emocionante, fantástico, inesquecível e talvez a mais adequada imperdível. Não recomendo a leitura mais sim digo que é obrigatória ler a Máquina de Contar Histórias, pois, além de ser um autor nacional é um tremendo escritor que consegue desde a primeira página prender e emocionar seu leitor com sua narrativa simples e brilhante que só um bom autor pode proporcionar.
   O que eu posso dizer ao Maurício é que ele conseguiu com sua emocionante escrita ganhar uma fã incondicional do seu trabalho, pois, eu amei o seu livro e me apaixonei perdidamente pelos personagens que ganharam meu coração com sua humanidade e vulnerabilidade é muito bom quando conseguimos encontrar nos livros personagens tão profundos e verdadeiros que nos fazem parar e refletir sobre muitas atitudes tomadas em nossa vida. Parabéns e que venha mais histórias desse inesquecível autor.
   “Escrever é muito mais do que uma profissão. É uma atitude de amor, de entrega ao que se quer contar”. Pág.189

Um abraço e até a próxima.


Sobre a colunista:

Lilian Freitas é uma leitora compulsiva que costuma ler vários livros ao mesmo tempo e não consegue ficar longe deles nem por um dia. Para ela qualquer lugar é uma oportunidade única de não só ler, mas de mostrar as pessoas seu amor pela leitura. 
"Falar dos livros é experimentar a oportunidade de liberdade que eles proporcionam."

Coluna da Lilian Freitas - O Diamante

04/09/2014

O Diamante
Autora: J.Courtney Sullivan
Páginas: 479
Editora: Novo Conceito
Compre o seu ou saiba mais sobre o livro aqui.

Sinopse: Cinco personagens, separados pelo tempo e aparentemente sem conexão entre si, contam a história da paixão das mulheres pelo diamante – aliás, não só as mulheres!
Revezando-se em uma ciranda de acontecimentos divertidos, infelizes, revoltantes ou surpreendentes, a extraordinárias Frances Gerety – que existiu de verdade – e outros indivíduos muito especiais mostram que a história de uma sociedade é construiída por meio das relações humanas, na intimidade dos lares. As transformações do mundo moderno nem sempre conseguem abalar aquilo em que se acredita com todo o coração – mas as decepções com aqueles que amamos... essas podem mudar as nossas opiniões. Um livro diferente, que fala das muitas formas de viver o amor e que deixa no ar uma pergunta: os casamentos são mesmo feitos para durar?


Resenha da Lilian

O Diamante é um livro um pouco diferente do usual. Ele vai narrar cinco histórias de personagens diferentes em anos distintos que terão em comum justamente o diamante. Tudo vai começar 1947 com Frances, a única personagem que realmente existiu na visa real, é ela quem vai criar a ideia que conhecemos hoje da eternidade dos diamantes. Em um momento em que o mercado mundial, principalmente o americano, sofre com uma grave recessão, Frances vai conseguir com sua genialidade vender diamantes a jovens e apaixonados casais, mesmo que ela pessoalmente não conheça o que o amor verdadeiramente possa significar, já que nunca casou.

Depois vamos conhecer sucessivamente as histórias dos casais do livro. O primeiro será Evelyn e Gerald no ano de 1972 que são casados há anos e estão enfrentando de forma dolorosa a separação do único filho. Por viverem um casamento muito feliz não conseguem entender a forma irresponsável que seu filho leva a vida. 

Depois vamos conhecer James e Sheila em 1987 que apesar de terem um bom casamento e se amarem, acabam por ter seu relacionamento mergulhado numa crise, principalmente por causa da família de Sheila. Por ter uma boa condição financeira, a família acaba por pressionar James que infelizmente é obrigado a trabalhar muitas horas para assim dar uma vida mais digna para sua família.

Em 2003 vamos encontrar a história de Delphine, uma mulher que abandonou seu casamento para viver o amor com um músico americano em Nova York. E por último conheceremos Kate e Dan que vivem um longo relacionamento, que não é oficializado, pois Kate passou por traumático divórcio de seus pais e não quer arriscar na sua vida ter que viver novamente a aflição de uma separação.

Todas essas histórias terão inevitavelmente o diamante como ponto central, mostrando que mesmo em tempos diferentes ele vai ter o mesmo sentido e vai representar em todos esses anos a união do amor dessas pessoas. Por conter várias histórias em anos diferentes vai exigir do leitor um pouco de atenção para conseguir acompanhar todas elas. É um pouco descritivo demais fazendo com que sua leitura acabe sendo um pouco lenta, mas nada que vá assustar um bookaholic. 

É um romance leve, porém denso e muito emocionante.

Um abraço e até a próxima.

Sobre a colunista:

Lilian Freitas é uma leitora compulsiva que costuma ler vários livros ao mesmo tempo e não consegue ficar longe deles nem por um dia. Para ela qualquer lugar é uma oportunidade única de não só ler, mas de mostrar as pessoas seu amor pela leitura. 
"Falar dos livros é experimentar a oportunidade de liberdade que eles proporcionam."