• Fique Por Dentro:

    Das novidades que surgem na literatura!

  • Sorria!

    Porque a vida nos reserva doces e agradáveis surpresas...

  • Apaixone-se!

    Porque sempre valerá a pena amar...

  • [Novidade]

    Aqueça Meu Coração, o novo romance da autora e Blogueira Nanda Meireles

  • Conheça:

    Um Sonho a Mais, um romance nacional divertido e surpreendente.

  • Já disponível!

    Pra Vida Toda, a esperada continuação de Um Sonho a Mais.

Conheça:

Conheça:

[Resenha] A menina mais fria de Coldtown - Holly Black

17/10/2014
A Menina Mais Fria de Coldtown
Holly Black
Editora Novo Conceito - 2014
384 páginas
Skoob aqui
Compre o seu aqui
Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.
Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown.
A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.


* * * * *
Quando recebi o livro da Editora e dei uma lida na contra-capa, pensei que podia esperar uma história de aventura muito bem escrita, já que Holly Black me conquistou com Boneca de Ossos. Não sei bem porque não associei o título aos vampiros. É tão óbvio. Entretanto faz um longo tempo que não leio nada do gênero e acreditei se tratar se algo diferente. De certa forma, eu estava certa.

"A humanidade, sem as rodinhas extras da bicicleta, derrapando por uma colina íngreme. A humanidade, livre das amarras da consequência e com o dom do poder. A humanidade, afastada de todas as coisas humanas." Página 363.

A trama inicia-se com uma adolescente que acorda de ressaca e descobre que é a única sobrevivente da casa. Mas ela não está sozinha.

Para entender a loucura em que Tana Bach, de dezessete anos, se meteu é necessário primeiro entender o mundo em que ela vive. Nele as histórias de vampiros sempre existiram. Só que elas deixaram de ser apenas fábulas quando um deles decide sair do anonimato e começa a morder e criar novos vampiros por várias cidades dos E.U.A. Esses por sua vez morderam outros, que morderam outros e em pouco tempo havia milhares de vampiros expostos pelo mundo.

"Quando Tana tinha 6 anos, vampiros eram fantoches que nem os Muppets, fazendo cálculos infinitamente, ou vilões de desenhos animados em capas pretas com forros de poliéster vermelho. as crianças se fantasiavam de vampiros no Halloween, usando dentes de plástico que não cabiam direito por cima dos próprios dentes, e sujando os rostos com xarope doce para imitar fios de sangue brilhantes como cereja. Tudo isso mudara com Caspar Morales." Página 13.

Em um acordo sinistro, os Governos isolam as cidades mais afetadas. Jogam ali todos os "infectados" e impedem que qualquer um saia. Assim foram criadas as Coldtowns. Assim a humanidade tenta seguir em frente, evitando os perigos que podem espreitar à noite. Convivendo com a dor de ver um ente querido ser mordido e levado embora para nunca mais vê-lo. E assistindo por vídeos do tipo Reality Show como é a vida dentro das Coldtowns.

Na tela do computador, a Coldtown parece um lugar irreal, mágico. Onde matar e morrer é normal. Onde sangue é a moeda de troca. Onde humanos entram voluntariamente em busca de uma completude que não encontraram no mundo normal. E de lá nunca retornam.

"Todos nós acabamos nos sentindo atraídos por aquilo que tememos, atraídos para a busca de uma forma de nos colocar a salvo de alguma coisa rastejando para dentro dela, amando-a, tornando-nos aquilo que tememos." Página 348.

De vez em quando um ou outro vampiro aparece fora de Coldtown e então há um ou outro massacre.

Ao acordar na casa de um amigo após uma festa, Tana não sabia, mas tinha dormido abençoadamente dentro de uma banheira escondida enquanto seus amigos recebiam uma visita surpresa. E eram mortos.

Tana se dá conta do acontecido quase na mesma hora em que percebe que os vampiros responsáveis por aquele massacre ainda estão na casa, mesmo com o sol a pino lá fora. Atordoada, ao buscar uma saída, tana encontra seu ex-namorado preso em um quarto. E ali dentro um vampiro acorrentado.

Aidan, seu ex, foi mordido e está mudando. E Gavriel... Ele é um mistério. Um antigo vampiro nas mãos de outros vampiros. Sem ter tempo para pensar direito ela salva Aidan e Gavriel entrando numa alucinada aventura.

"Ela não sabia para onde estava indo, apenas que estavam dirigindo para longe de sua antiga vida e entrando em uma versão distorcida desta gerada em um salão de espelhos." Página 65.

Sua fuga a deixa ferida e com uma incerteza: está ou não infectada? Para o bem daqueles que ama, o melhor é se precaver. E só há um lugar para ir.

"Seja bem-vinda a Coldtown. Café da manhã ao crepúsculo. Almoço à meia-noite. E não espere que todo mundo seja tão legal quanto eu. Vem!" Página 189.

A realidade nem sempre é tão doce quanto a esperança. E Tana se vê obrigada a fazer de tudo para sobreviver. Para voltar para casa. Mesmo que o mundo esteja ao avesso. Mesmo que seu coração já esteja tomado por um, literalmente, louco amor.

"Eu também tenho sentimentos por você. Sentimentos grandes, esquisitos, loucos. É uma coisa rara encontrar alguém que consiga me ver como eu sou, ainda mais que espie dentro das partes sombrias de mim que até mesmo eu não quero ver. Você fez isso, e também riu das minhas piadas. Então, eu estou assustada, porque você não apenas não é humano, você não é como ninguém. Não existe ninguém como você em todo o mundo e é você que eu quero. Eu quero você e eu odeio querer as coisas e eu odeio especialmente admitir que as quero." Página 380.

"A menina mais fria de Coldtown" é um dos melhores livros sobre vampiros que já li. É intenso e inovador. Há alguns pontos em que o "diferente" me chocou, como o relacionamento destrutivo de Tana com o pai ou com o ex-namorado. E, claro, a inesperada revelação da sexualidade da personagem Valentina. Entretanto se pensarmos nas Coldtowns como um refúgio utópico para os que sempre se sentiram deslocados no mundo real, é completamente lógico haver esses personagens cheios de conflitos emocionais. E mais uma vez eu me repreendo por ainda me chocar com situações que, de fato, existem e sempre existirão sendo elas retratadas em livros ou não.

Pelo que pesquisei, o livro é o primeiro de uma série ainda não lançada nem mesmo nos Estados Unidos. Detalhe que me encheu de agonia.

Achei também um vídeo bem legal que deu um gostinho de #queroofilme.




Coluna da Lilian Freitas - Como eu era antes de você

16/10/2014
LIVRO– COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ.
Autora – Jojo Moyes.
Editora – Intrínseca.
Páginas – 320.
Skoob - AQUI

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
   Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
   Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessário para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Resenha da Lilian

Há quase um ano eu estou com esse livro na minha, nada pequena, lista de leitura aguardando para ser lido. Toda vez que eu o pegava me lembrava das resenhas que li e das opiniões de algumas amigas que sempre diziam como era triste a história de Moyes e aí desistia de ler o livro.

Porém resolvi criar coragem e comecei a leitura. E de imediato posso dizer a vocês que esse é um daqueles poucos livros que quando você acaba de ler parece que ele ganhou vida. Os personagens são tão reais e suas histórias tão verdadeiras que você, ao segurá-lo, consegue sentir toda a emoção que eles viveram. É como se o livro fosse vivo de tão intenso que é a narrativa da autora.

A história de Lou e Will é de uma emoção que poucas vezes li, as dores que eles acabam por enfrentar ao se conhecerem são tão profundas que fica difícil pra nós leitores ler, quanto mais imaginar que elas podem de fato ser vividas. Talvez seja esse o grande segredo do livro de Moyes, porque os sofrimentos desses personagens são vividos todos os dias por muitas pessoas que, por uma fatalidade do destino, acabam presas a uma cadeira de rodas.

Will fica tetraplégico ao sofrer um acidente com moto e passa desse momento em diante ser uma pessoa amargurada e isolada sem nenhuma perspectiva de vida, já que esse acidente tirou toda a vitalidade e alegria que ele tinha. Lou, em contrapartida, é uma jovem que passa por dificuldades financeiras e precisa desesperadamente encontrar um emprego para ajudar nas contas de casa. O destino acaba por cruzar o caminho deles transformando para sempre a vida desses dois jovens.

Quando os dois se conhecem o relacionamento não vai ser dos melhores, até porque Will não facilita a vida de Lou, mas com o tempo nasce uma bela amizade entre os dois. O que acaba por mudar a vida dele de uma forma profunda. É a partir dessa amizade que ele vai viver os melhores momentos de toda a sua vida. Mesmo antes do acidente Will jamais conseguiu conhecer e conviver com uma pessoa tão verdadeira como Lou e inevitavelmente nasce entre os dois um amor puro capaz de ultrapassar as barreiras que a vida e a sociedade possam colocar.

“Fechei os olhos e apertei os braços em volta do pescoço dele, nossos rostos colados, sentindo o cheiro cítrico da loção pós-barba. Podia senti-lo cantarolando a música.” Pág. 235

Triste não é bem a única palavra que eu daria para a história dos dois, emocionante, arrebatadora, encantadora, profunda e intensa talvez sejam palavras que vai de alguma forma dar uma noção do que é esse livro. Na realidade acredito que quando acabar, de uma forma ou de outra, o leitor vai ter uma certa vontade de nunca ter lido. Porque são histórias assim que acabam por nos deixar com um pouco de vergonha das nossas atitudes egoístas tomadas no dia-a-dia. O que acontece com Will e Lou é uma verdade que se passa com muitas pessoas pelo mundo. E essas pessoas conseguem de alguma maneira continuar as suas vidas, tentando de forma incrível viver da melhor maneira possível, enquanto nós buscamos constantemente problemas e dificuldades em coisas simples. Confesso que o livro me tocou de forma profunda me fazendo rever muito dos meus conceitos e prioridades de vida. Fiquei semanas com a história na cabeça e principalmente com o final que a autora preparou para os personagens, apesar de me surpreender muito com ele, entendi perfeitamente e percebi que ele não poderia ser diferente já que o livro foi tão verdadeiro desde o início. O final tinha que ser de acordo com a intensidade que os personagens mostraram por toda a história.

"Como eu era antes de você" foi uma leitura que me modificou como pessoa e me tornou uma leitora um pouco mais exigente para emoções. Não é qualquer melodrama literário que me arranca lágrimas, agora tem que ter muito mais profundidade, emoção e verdade para que isso aconteça. Virei fã da autora e recomendo muito o seu trabalho.

“Fiquei deitada imóvel, ouvindo a respiração dele lenta e profunda, o som da chuva por trás dela, senti seus dedos cálidos entrelaçados nos meus. Eu não queria voltar para casa. Pensei que poderia nunca mais voltar. Ali, Will e eu estávamos seguros, trancados no nosso pequeno paraíso.” Pág. 278

Um abraço e até aproxima.

Sobre a colunista:

Lilian Freitas é uma leitora compulsiva que costuma ler vários livros ao mesmo tempo e não consegue ficar longe deles nem por um dia. Para ela qualquer lugar é uma oportunidade única de não só ler, mas de mostrar as pessoas seu amor pela leitura. 
"Falar dos livros é experimentar a oportunidade de liberdade que eles proporcionam."



Selo #irado da Novo Conceito

14/10/2014
Já conhece o selo #irado da Editora Novo Conceito?

São livros especialmente selecionados e editados para maravilhar todos que amam ler. 
Uma combinação com os autores mais aclamados, histórias de pura adrenalina e uma diagramação perfeita. 

E para ficar #irado mesmo, os livros deste selo são feitos com capa dura! Incríveis!

Nós já resenhamos alguns lançamentos deste selo aqui:

Boneca de Ossos
Holly Black
Resenha aqui
Lançamento: Maio/2014
Páginas: 224
Sinopse: POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...

INFINITY DRAKE: OS FILHOS DA SCARLATTI
John McNally
Resenha aqui
Páginas – 475
Skoob - AQUI

Sinopse: Se você acha que as vespas são desagradáveis, espere até conhecer a Scarlati. Ela é um inseto geneticamente modificado que tem um único objetivo: exterminar! Uma equipe pequenina ... talvez possa combatê-la. Além disso, o violão maquiavélico que a criou não está disposto a desistir tão fácil. Finn e seus companheiros precisam ser rápidos: em pouco tempo a humanidade poderá ser extinta.





Minha Vez de Brilhar
Erin E. Moulton
Sinopse: Indie, uma garota apaixonada pelo mar, faz um pedido especial a sua estrela favorita após um dia desastroso: Reencontrar a sua lagosta de estimação Monty e Recuperar a amizade de sua popular irmã Bibi. Pela manhã, Indie trabalha no teatro para mostrar seu valor a Bibi e seus amigos. À noite, com seu amigo Owen, procura por Monty. Mas um conflito surge: a turma de Bibi começa a pegar no pé de Owen. E agora? Indie fica com seu amigo ou desiste dessa amizade por outros interesses?



Caçadores de Tesouros
James Patterson
Sinopse: CAÇAR TESOUROS? ENFRENTAR PIRATAS? MOLEZA! ESSA TURMA É RADICAL! Os pais de Bick Kidd são caçadores de tesouros mundialmente famosos, que desapareceram misteriosamente. Agora, Bick e os seus irmãos Beck,Tommy e Tempestade precisam cumprir a última grande missão de seu pai e sua mãe. Mas a vida dos garotos corre perigo agora que eles estão sozinhos no meio do oceano. Junte-se a esta aventura, na mais perigosa e divertida caçada da sua vida!
                        


E dia 18 de outubro vem mais por aí. As aclamadas escritoras Cassandra Clare (Instrumentos Mortais) e Holly Black (Boneca de Ossos) se uniram para criar uma série sobre magia e amizade que promete!

Conheça:

Magisterium
O Desafio de Ferro
AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA.
MORTE E VIDA.
A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar.
Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... mas falha em seu plano de falhar.
Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro.
Magisterium O Desafio de Fero nasceu da extraordinária imaginação das autoras best-sellers Holly Black e Cassandra Clare. Um mergulho alucinante em um universo mágico e inexplorado.
Mais informações: AQUI


[Resenha] Manhã de Núpcias - Lisa Kleypas

13/10/2014
Manhã de Núpcias
The Hathaways - Livro 04
Lisa Kleypas
Edição: 1/2013
Editora: Arqueiro
Páginas: 265
Sinopse: Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça.
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar.
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si.
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito.

Minha Opinião

Os Hathaways estão de volta no quarto livro da série. O volume anterior terminou deixando-nos a beira da ansiedade, afinal, o sofrido e sarcástico Lorde Ramsay estava começando a ver além da fachada austera da senhorita Marks. Muitas perguntas foram germinadas em nossa curiosidade e criaram um clima prometedor para essa leitura.

Quem acompanha o Blog já conhece bem os Hathaways. Uma família inteligente, porém pobre que tem a vida revirada com uma sucessão de infelizes desventuras. A morte dos pais, a escarlatina quase levando dois irmãos e destroçando o coração e a alma do mais velho e ainda por cima uma herança tão inesperada que se torna indesejada. Os Hathaways agora eram nobres. E párias.

A solução era tentar salvar o irmão mais velho do abismo da dor e tristeza, enquanto uma boa professora torneava as irmãs mais novas de forma a serem apresentáveis à sociedade.

Desde o ponte pé inicial dessa história encontramos um cigano inesperadamente maravilhoso (primeiro livro), um romance escrito nas estrelas (segundo livro) e um hoteleiro famoso e determinado (terceiro livro). E, em meio a tudo isso, acompanhamos as farpas deliciosamente divertidas entre o Lorde Ramsay e a senhorita Marks.

Ele, um homem que foge do amor por medo de voltar a perder-se, e ela, uma jovem inteligente cercada de segredos e terrores.

Juntos são capazes de despertar sentimentos desconhecidos a ambos.

"E enquanto ele estava sentado lá, examinando-a com olhos azuis maliciosos, ela sentia uma contração perturbadoramente agradável no coração, seguida por uma sensação de desequilíbrio. O tombo seria tão grande, tão grande... e ainda assim ela parecia impotente para afastar o perigo. Só conseguia ficar lá com seu equilíbrio precário, suspensa pelo desejo e pelo perigo... incapaz de se salvar." Pag 188

E lutar pela felicidade.

"-Cat - disse com uma voz ofegante -, você não é uma mulher perfeita.
-Sei disso - respondeu ela.
-Você tem um temperamento diabólico, é cega como uma toupeira, é uma péssima poetisa e, francamente, seu sotaque francês poderia ser melhorado. - Apoiado em seus cotovelos, Leo segurou o rosto dela. - Mas quando eu junto essas coisas com o restante de você, isso a faz parecer a mulher mais perfeitamente imperfeita que já conheci." Pag 208-209

Um livro perfeitamente imperfeito. Um romance provocativo e um prelúdio ideal para o desfecho da série. Todo fã do gênero romance histórico regencial não pode deixar de ler.

"...Descanse em meu coração. Deixe-me zelar por seus sonhos. E saiba que amanhã de manhã, e em todas as manhãs depois disso, você acordará perto de alguém que a ama." Pag 265


Série Os Hathaways:
Livro 1 - Desejo à Meia-Noite - Resenha aqui.
Livro 2 - Sedução ao Amanhecer - Resenha aqui.
Livro 3 - Tentação ao Pôr do Sol - Resenha aqui.




Coluna da Lilian Freitas - Infinity Drake: Os Filhos da Scarlatti

10/10/2014
INFINITY DRAKE: OS FILHOS DA SCARLATTI.
Autora – John McNally.
Editora – #Irado (Novo Conceito).
Páginas – 475.
Skoob - AQUI

Sinopse: Se você acha que as vespas são desagradáveis, espere até conhecer a Scarlati. Ela é um inseto geneticamente modificado que tem um único objetivo: exterminar! Uma equipe pequenina ... talvez possa combatê-la. Além disso, o violão maquiavélico que a criou não está disposto a desistir tão fácil. Finn e seus companheiros precisam ser rápidos: em pouco tempo a humanidade poderá ser extinta.

                                            
                                    Resenha da Lilian
“Querida, encolhi as crianças”. Para quem viu esse filme ,inevitavelmente, quando ler Infinity Drake vai se lembrar da história, porque é exatamente isso que vai acontecer com o carismático e corajoso Infinity,  mais conhecido como Finn.
   A história de Finn começa quando ele vai passar alguns dias com seu tio Al, um cientista brilhante que tem contatos secretos com o governo. Nesse período de relativas férias Finn e seu tio acabam sendo sequestrados pelo serviço secreto do governo britânico, que necessita dos serviços do seu tio para impedir que um cientista maluco acabe com humanidade ao soltar na atmosfera uma vespa geneticamente modificada que pode, em poucos dias, exterminar boa parte do planeta com uma espécie de vírus mortal. Uma equipe é escolhida para ser encolhida por um aparelho criado por Al para assim tentar impedir que as larvas da Scarlatti possam crescer e se espalhar pelo mundo. Por causa de uma série de desventuras Finn acaba sendo encolhido junto com a equipe, entrando numa aventura maluca que vai mudar pra sempre a sua vida.
    Finn é um dos personagens mais inteligentes e carismáticos que já li, não tem como você não se apaixonar por ele e torcer que tudo dê certo em sua aventura. E ele, com sua inteligência fora do normal, vai ser o grande motor da equipe, enfrentando como gente grande os desafios de destruir a Scarlatti.
   O livro é uma adrenalina só. Quando você pensa que vai dar uma parada, uma reviravolta acontece e fica ainda mais emocionante. As páginas passam numa velocidade incrível e ao mesmo tempo que você quer saber o final, dá vontade de passar mais tempo com os personagens. Eu gostei muito da história que o John criou. É bem inteligente, com diálogos que achei, em muitas ocasiões, um pouco puxado para o público adolescente, mas que cabem perfeitamente na história, já que estamos falamos em alta tecnologia e genética. Quem gosta de aventura e ação misturada à muita ficção, esse é o livro perfeito.

Um abraço e até a próxima.

 Sobre a colunista:

Lilian Freitas é uma leitora compulsiva que costuma ler vários livros ao mesmo tempo e não consegue ficar longe deles nem por um dia. Para ela qualquer lugar é uma oportunidade única de não só ler, mas de mostrar as pessoas seu amor pela leitura. 
"Falar dos livros é experimentar a oportunidade de liberdade que eles proporcionam."